Favorite films

  • Titanic
  • A Perfect World
  • Meet Me in St. Louis
  • A Summer's Tale

Recent activity

All
  • Crimes of the Future

  • Doctor Strange in the Multiverse of Madness

  • Effie Gray

  • Chip 'n Dale: Rescue Rangers

Recent reviews

More
  • Crimes of the Future

    Crimes of the Future

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Texto originalmente publicado em revistaposcreditos.com/crimes-do-futuro/

    Crimes do futuro
    por Álvaro André Zeini Cruz

    O bispo propõe uma barganha: permite que a prisioneira vá à missa caso esta pare de se vestir como homem. Mas Joana rejeita a proposta, e a ritualização de sua tortura começa com a chacota de adorná-la como Cristo. Surge, então, um dos close-ups mais conhecidos de A Paixão de Joana D’Arc, de Theodor Carl Dreyer: levemente tombado para o lado, o rosto da atriz Renée Jeanne…

  • West Side Story

    West Side Story

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    West Side Story: dança e demolição

    As primeiras notas soam e a câmera sobe pelo beco de varais lotados que atravessam de um prédio a outro. Ao fundo, no vácuo das roupas penduradas, Anita (Ariana Debose) aparece para protagonizar a sequência de América, numa releitura que torce as ambiguidades do número interpretado por Rita Moreno há seis décadas. Anita recolhe as roupas, e a corrida das peças pela corda cria um efeito de cortina que vela e desvela o jogral…

Popular reviews

More
  • To the Ends of the Earth

    To the Ends of the Earth

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Em “O Fim da viagem, o começo de tudo”, a repórter japonesa Yoko (Atsuko Maeda) e sua equipe televisiva percorrem o Uzbequistão produzindo um documentário. A certa altura, o intérprete Temur (Adiz Rajabov) tenta convencê-los a gravar no teatro Navoi, e confessa que o lugar o levara ao estudo do japonês e, consequentemente, ao encontro da profissão. Temur explica: as paredes do teatro foram esculpidas por soldados japoneses, aprisionados na 2ª Guerra. Completa que, ao conhecer essa história, passou não…

  • Ad Astra

    Ad Astra

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    "Ad Astra" me parece ser o eco imediato do filme anterior de James Gray, "Z - A Cidade Perdida". Há ali um conflito entre pai e filho, mas, desta vez, o foco narrativo está no filho. É um conflito bastante simples: Gray, novamente, apresenta o pai como figura traumática, pois a paternidade é relegada em prol de uma certa masculinidade exploratória, que só vê valor nos filhos quando estes podem integrar as expedições, as aventuras. Em "Z", ia-se às profundezas…