Deadlock

Deadlock

No duelo decisivo de “Deadblock”, há um único cowboy. Até há outro homem em cena, um rapaz cujo terno moderno e maltrapilho destoa das caracterizações do western, mas a essa altura, ele já está no chão, derrubado não a balas, mas a tapas pelo detentor do chapéu. Nessa circunstância, a outra ponta desse embate é uma mulher; nada como as heroínas vividas Joan Crawford e Sharon Stone em “Johnny Guitar” e “Rápida e Mortal”, mas uma garota frágil e desarmada, uma espécie de Claudia Cardinale franzina e faminta. Ela passara o filme todo muda. E é contra ela que o malfeitor Sunshine investe.

Texto completo na Pós-créditos