13 Assassins ★★★★½

O filme no primeiro e segundo ato prepara o terceiro, é uma construção gradual para uma sequência de violência e ação pura, 13 samurais matando um exército é simplesmente insano. São 13, concordo que o filme não consegue construir o objetivo e personalidade de cada um, mas isso não chega a ser necessário, todos querem buscar justiça, e vão fazer de tudo para alcançá-la.

As cenas de ação são muito bem construídas, coreografia de lutas coletivas conseguem ser bem administradas e organizadas, e mais ainda a luta individual que é tensa e calma, mostrando uma verdadeira luta samurai. E todos esses momentos são exaltados com uma excelente trilha sonora.

Takashi Miike consegue perfeitamente criar um vilão, o primeiro ato é justamente para isso, fazer o espectador ter ódio dele, sentir repulsa por ele, e ficar do lado dos samurais que vão matá-lo. E o filme agrada até o fã de ação, com uma sequência final recheada de ação e até explosões.

NOTA: 9,5