The Lighthouse

The Lighthouse ★★★½

Robert Eggers lança teses e não filmes e essa solenidade que lhe é característica às vezes rivaliza com seus impressionantes méritos de linguagem. Horror psicológico ou comédia macabra, “O Farol” vive de símbolos, truncagens e texturas que se aproximam da experiência das feiras de bizarrices da virada do século XIX e XX ao mesmo tempo em que ajudam no mergulho nas obsessões, angústias e psicoses de seus personagens. Eggers é um esteta por natureza e prefere o tom incômodo, inclusive na escolha pelo humor, como espaço de criação. As imagens são impressionantes e o desenho de som, excelente, materializa suas ambições. Às vezes, é maneirista demais. Às vezes, é puro choque.