clara barra

the meaning of life doesn't seem to shine like that screen

Favorite films

  • Sunrise: A Song of Two Humans
  • A Sixth Part of the World
  • Limite
  • I Am Cuba

Recent activity

All
  • The Cameraman

    ★★★★★

  • Neighbors

  • Loki

  • Teodorico, o Imperador do Sertão

Recent reviews

More
  • The Cameraman

    The Cameraman

    ★★★★★

    o cinejornal foi o meio mais eficiente de democratização da informação que já existiu, nunca a televisão ou o rádio bateu o público que o meio tinha. pensar o que foi esse fazer cinematográfico tão peculiar e tão representativo de sua época é necessário, mas, quando o buster keaton o faz, é uma delícia.
    se o homem com uma câmera de viértov se transforma um pouco em máquina para capturar através de sua câmera-olho os padrões e os movimentos da vida soviética, keaton transforma a câmera um pouco em homem, conferindo a ela o sofrimento físico e emocional que é intrínseco ao caos do dia-a-dia urbano.

  • La Strada

    La Strada

    desses filmes que você só chora quando o filme termina e você pensa a respeito. gesolmina, eu te amo.

Popular reviews

More
  • Marighella

    Marighella

    isso que dá fazer um filme sobre um comunista sem fazer um filme comunista. aqui, fala-se sobre nada, sobre ninguém.
    não só o fato do personagem principal de "marighella" ser o vilão cartunesco do bruno glagliasso, mas também a persistência em figuras como o humberto, "o comunista comunista demais", deixam claro pra quem e pra o que esse longa foi feito.
    não acredito em filmes sobre a ditadura militar coproduzidos pela globo filmes. não acreditos em filmes sobre o marighella que reduzem a sua trajetória à ditadura militar.

  • The Poet of the Castle

    The Poet of the Castle

    ★★★★★

    O Manuel Bandeira sempre foi o meu poeta favorito.
    Eu, então pré-adolescente, achava a tristeza dele muito parecida com aquela dos adultos a minha volta e, não raro, com a minha.
    Este filme mostrou-me, porém, que a minha solidão jamais se assemelhara à do poeta. Somos, felizmente, muito diferentes. Afinal, Manuel Bandeira tem um dicionário ao lado da cama, eu, A Estrela da Vida Inteira, de Manuel Bandeira.