Little Odessa ★★★★½

É incrível como o James Gray utiliza a violência crua para desenvolver sua narrativa, construindo seus personagens através de suas posturas e olhares, com diálogos curtos, mas que se complementam com esses outros dois elementos. 

A fotografia também ajuda nesse desenvolvimento, utilizando das sombras quase como um alerta para a natureza de cada um. É doloroso acompanhar o climax do filme, cheio de tensão e perdas, da forma mais cruel possível.


É a sétima arte da forma mais pura possível