Júlia Pulvirenti

Jornalista, crítica de cinema e amante da sétima arte. Escrevo para o Cineplot e para o Plano Aberto.

Favorite films

  • Mulholland Drive
  • Yi Yi
  • Showgirls
  • Carrie

Recent activity

All
  • A Brutal Pact: The Murder of Daniella Perez

    ★★★★★

  • The Black Phone

    ★★★½

  • Lightyear

  • The Northman

    ★½

Pinned reviews

More
  • Je, Tu, Il, Elle

    Je, Tu, Il, Elle

    ★★★★★

    Parece que tudo se encaminha para o momento final, para o clímax. 
    Chantal consegue construir um ambiente claustrofóbico, com poucos movimentos de câmera, um enquadramento preciso e, claro, reforçando com o uso do p&b. No começo, tudo está fora do lugar. Bagunça, desleixo e pouco espaço. É como se a protagonista, interpretada pela própria diretora, estivesse em um local errado. Em um certo momento, ainda no primeiro ato, há um contraste intenso entre ela e a rua. Enquanto o externo…

  • Fanny and Alexander

    Fanny and Alexander

    Este artigo foi escrito para a Revista Cineplot (Janeiro/2021) - Edição Bergman. Sugiro ler no site para uma experiência mais completa. 

    A arte como entidade suprema: o imaginário e a infância em Fanny e Alexander

    Para Bergman, nada pode ser maior que a arte. Fanny e Alexander é a síntese disso.

    “Tudo pode acontecer. Tudo é sonho e verdade. Tempo e espaço não existem. Sobre a frágil base da realidade, a imaginação tece sua teia e desenha novos destinos.”

    Fanny…

Recent reviews

More
  • The Northman

    The Northman

    Como eu detesto ir no cinema e não sentir NADA. Só uma frieza mascarada com trilha épica, berros e imagens “grandiosas”. 
    Parece um filme dirigido por um robô. Sei lá, um bot filmou isso baseado em algumas palavras-chaves:
    Ferro - Gritos - Nórdicos - Guerra - Sotaque horrível.

    Mistura tudo e temos O Homem do Norte. Que sabor ruinzinho.

  • X

    X

    Um slasher que tenta ser um terror “de verdade”. Explica uma, duas, três, quarenta e cinco mil vezes a motivação dos idosos.. pra quê??? É impossível fazer um slasher simplesmente porque sim? 
    Blablablabla medo de envelhecer blablablabla quero ser uma grande estrela de Hollywood etc. incrível como todos esses argumentos - que são válidos e muitos filmes já exploraram isso de forma divina, como Cidade dos Sonhos, Mapas para as Estrelas, Showgirls - não têm nenhuma sustentação na direção. Esses…

Popular reviews

More
  • Malignant

    Malignant

    ★★★★★

    Da ficção científica ao slasher. Aqui tem Argento, Carpenter, Cronenberg, Friedkin, Craven. Ele passeia pelos sub-gêneros do terror, se reinventa e se diverte muito. É uma homenagem a todas as formas de horror. 
    Nasce um novo clássico.

  • Old

    Old

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Há uma citação atribuída à atriz e cantora Phylicia Rashad que diz: “Antes de uma criança começar a falar, ela canta. Antes de escrever, ela desenha. No momento que consegue ficar de pé, ela dança. Arte é fundamental para a expressão humana.” De acordo com a filmografia de M. Night Shyamalan, creio que o diretor concordaria com cada letra. Shyamalan vai na contramão da tendência contemporânea do realismo nas artes, e encontra seus maiores sucessos ao abraçar a fantasia. Ao…