Breathe ★★★★★

- Sou só uma amiga de classe?

O que torna essa narrativa única é o grandíssimo número de metalinguagens, desde o óbvio até o mais trivial, que, em nenhum momento, é abusivo. O final é realmente angustiante. Mesmo com o desfecho, a certeza que tenho é qual o lado certo. Ainda que tenha sido levada ao extremo.

. Incrível como toda sala de uma escola francesa é cheia de alunos intelectuais e participativos. Aqui nem o professor cita Nietzsche.