RSS feed for Pedro

Pedro has written 6 reviews for films rated ★★ .

  • Green Book

    Green Book

    ★★

    A única qualidade explícita de Green Book é saber de suas inúmeras limitações e não tentar explorar a questão de classe e, principalmente, de raça, para além da fragilidade da direção de Peter Farrelly. O filme é todo frio e calculado: mesmo nos momentos de conflito e no clímax da história, é tudo muito contido, e o medo de sair da zona de conforto dos feel good movies torna a experiência embaraçosa e tímida. No fim das contas, é um…

  • You Were Never Really Here

    You Were Never Really Here

    ★★

    Você Nunca Esteve Realmente Aqui mira na alienação e na angústia de filmes como Taxi Driver e First Reformed, mas acerta no pastel de vento de Drive e O Sacrifício do Cervo Sagrado. Cinema-enfeite e cinema-metáfora, sem propósito para além de exibir planos filmados através de ângulos bonitos, porém pouco convincentes, fotografia estilizada e, de fato, bonita, mas sem justificativa para o brilho das imagens e uma trilha sonora tão boa que parece fora de contexto.

    Ramsey opta por não…

  • Casa Grande

    Casa Grande

    ★★

    Modo "crítica social foda" de fazer cinema nacional no piloto automático. Não convence.

  • The Darkest Minds

    The Darkest Minds

    ★★

    Mais uma adaptação cinematográfica de um best-seller infanto juvenil que se preocupa apenas em "nadar na corrente", sem muita inovação. Já vimos esse mesmo filme várias vezes, com atores diferentes. Entretém em algumas cenas, mas não empolga.

  • Deadpool

    Deadpool

    ★★

    Filme tenta a todo custo se basear em piadas e referências que não possuem uma base de sustentação: logo perdem o fôlego, e passa, então, a literalmente atirar para todos os lados. Na tentativa de ser ousado, "Deadpool" se mostra mais um filme metido a sarcasticozinho que falha em fazer rir e em tentar se desvincular dos clichês das convenções de filmes do gênero.

  • T2 Trainspotting

    T2 Trainspotting

    ★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Totalmente perdido entre reverenciar o passado e abraçar o presente. Uma bagunça total.

    Achei muita forçação de barra caracterizar o Begbie como o grande vilão da trama, uma vez que no primeiro filme todos eram retratados como seres imorais, passíveis dos mesmos erros.