Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • People of the Po Valley

    People of the Po Valley

    ★★★½

    Antonioni experimenta um pouco da tradição documental italiana em Gente del Po. O uso da narração em off, inclusive, que havia sido usado por Visconti para atestar a verassidade do realismo proposto de maneira documental em Terra Treme, conduz parte dessa entidade narrativa a qual Antonioni prossegue.

    Contudo, o mais interessante é perceber que na mise en scene do filme já se apresenta alguns elementos - sobretudo no que tange a filmagem do vazio e algumas angulações - que irão transparecer em seu Cinema anos mais tarde.

  • The Path of Hope

    The Path of Hope

    ★★★

    Há muita semelhança temática e narrativa em O Caminho da Esperança com Arroz Amargo, de Giuseppe de Santis. Excetuando-se toda a sexualidade envolvendo a atriz Silvia Mangano (Arroz Amargo), ambos os filmes envolvem-se nas relações de trabalho rurais com imagens potentes do realismo documental, onde o uso da paisagem escancara a vida de uma Itália a qual se desejava buscar como identidade.

    Para além disso, é curioso perceber que ambos discorrem para subtemas policiais - algo que era comum no…

Popular reviews

More
  • Eyes Wide Shut

    Eyes Wide Shut

    ★★★★★

    Stanley Kubrick promove uma materialização tardia de um estilo que mistura as ideias clássicas da literatura com conduções intimamente modernas.

    As histórias de seitas e sociedades secretas abalavam as sociedades dos séculos XVIII e XIX, materializavam ideias e, sobretudo, trouxeram o desconhecido ao que era intimamente conhecido.

    Bill Hartford era um médico e, portanto, homem da ciência. Cético, não tinha ciúmes de sua mulher, vivia em um conto racional de confiança, até ouvir de sua esposa uma fantasia sexual. Fantasia,…

  • 1917

    1917

    OO que o Cinema tem de diferente quando comparado aos outros formatos artísticos é justamente sua capacidade projetiva, de nos propor uma transposição semântica do espaço e do tempo através de suas narrativas. Basicamente, a manipulação da realidade através do processo de esculpir o tempo.

    Bom, nesse sentido, não sei se posso chamar 1917 de filme. A proposição é tão artificial que prestamos mais atenção na movimentação da câmera do que qualquer proposição fenomenológica ou dramática que possam figurar através…