Favorite films

Recent activity

All

Pinned reviews

More
  • Amélie

    Amélie

    ★★★★

    Eu acho tão melancólica as benfeitorias aprontadas pela Amélie na primeira metade do filme, nessa necessidade dela de consumir alegria através dos outros, de somente ser capaz de viver por tabela e dessa ser a única forma de conseguir se conectar com alguém — algo que talvez me toque mais em tristeza por me ser bastante familiar — mas, quando tais atos perdem sua pureza e ganham uma natureza mais ambígua (levemente deturpada) essa melancolia se dissolve no que seria…

  • Ema

    Ema

    ★★★½

    Ema é sobre o renascimento cíclico de uma ex-mãe adotiva através das cinzas da anarquia de si mesma, sobre ela ter descoberto nesse processo que o instinto materno é a única verdade sobre si e a partir disso tentar reconquistar a integridade de tal condição da única maneira que sabe: através do movimento, da celebração de corpos.

    Inicialmente o filme parece um pouco difuso, por um lado temos o estático como uma tortura autoinfligida do casal por terem falhado como…

Recent reviews

More
  • Honest Thief

    Honest Thief

    Honest Thief é mais um dos batidos filmes de ação do Liam Neeson, apesar de que neste ainda tentam encarná-lo em alguém um pouco diferente, em um romântico, mas tal figura não consegue ser trazida à vida de uma forma convincente dada a inabilidade de transmiti-la e por mais que tenham tentado embrulhá-la no lado estoico de seu personagem ela ainda nunca chega a realmente convencer e isso acaba se tornando em um grande problema dado que se tratava do…

  • Greenland

    Greenland

    ★★★

    Greenland começa muito bem, mas não demora muito para recorrer a soluções convenientes e nessa meio que acabou me perdendo um pouco. De qualquer forma curti bastante a imersão no caos como reparador de relacionamentos e a forma como a tensão foi conduzida por sua maior parte.

Popular reviews

More
  • 1917

    1917

    ★★★★

    É de fato uma experiência imersiva muito satisfatória, se apropria dos seus sentidos e te torna em muitos momentos parte daquele acontecido. Os tropeços estão nos momentos mais contemplativos, onde o filme condensa o que seriam essas pequenas lições de moral duma maneira pouco sutil (que acaba traindo essa imersão) com uma grande exceção sendo a cena da francesa com o bebê, que está bem mais próxima dum olhar humano pra guerra, algo mais alinhado com a visão pacifista do filme; afinal de contas, o clímax é impedir o clímax convencional de filmes de guerra, um feito foi realizar isso sem ser anticlimático.

  • Another Round

    Another Round

    ★★★★

    A crise de meia-idade remediada pelo paradoxal; ou em outras palavras: é possível amadurecer sem deixar de ser imaturo?

    Eu acho que é nessa pergunta que paira o filme, dado que o motivo da crise de meia-idade é o que ficou no passado, é a falta de vida que a juventude esbanja; e que por mais que uma reconexão com esse passado jovial tenha seu valor, ainda não se trata da cura apropriada para a vida madura, se tornando assim somente em um retorno para tempos eternos.