• Mank
  • Chicago

    Chicago

    A Zeta-Jones está flawless.

  • Sound of Metal

    Sound of Metal

    Aprecio o quão sinestésico o filme é. Gostei muito da intensidade com que o som é usado e o quão são destacados os sons de contexto. A cena em que eles estão aos beijos, quando se voltam a encontrar, graças ao som sentia-me a invadir algo que não devia estar a ver.
    Paul Raci e Riz Ahmed levam o filme todo às costas.
    O foco na comunidade surda é refrescante. E acho que a história nos é contada nos toca…

  • Bad Times at the El Royale

    Bad Times at the El Royale

    Coisas que gostei
    - Adorei mesmo o início e como as cartas foram postas na mesa.
    - O Laramie desapareceu muito cedo
    - Adorei como o início parecia uma coisa tirada de um vídeo de ASMR. Tive arrepios.
    - O áudio, a OST, o pitoresco daquilo tudo
    - Fotografia top notch, especialmente a utilização das cores e o contraste limpo/organizado com sujo/desorganizado.

    Coisas que não gostei
    - Fiquei desiludida com o desenrolar da narrativa. Tornou-se previsível e sem grande sumo.…

  • Soul

    Soul

    ★★★★½

    Adoro as metáforas todas. Como psicóloga e mega fã de Inside Out, o modo como metaforizam certos temas mais delicados como a depressão, a morte, o sentido da vida é simplesmente deliciosa. A arquitectura do universo e da vida estar nas mãos de energias quânticas sobre as formas meias humanas que vão do contabilista chato às professoras ceguetas é um misto de alguma coragem por parte de quem conta à história e também de humor. No entanto para mim o que gostei mesmo foi de todo este mundo pré-vida, na formação da alma, que nunca tinha visto em lado nenhum e achei super doce.

  • The Big Short

    The Big Short

    AAA rating para o Steve Carrell; A para a vibe de documentário que o filme tem. BBB para o sistema.

  • Tomb Raider

    Tomb Raider

    O que tenho a dizer é que a Alicia também tem que pagar as contas dela. Que filme tenebroso.

  • The Suicide Squad

    The Suicide Squad

    ★★★★★

    Não sei como dou 5, mas dou. Não sabia que precisava deste tipo de filme na minha vida e, voilà, parece que precisava. Ver este filme no Cinema foi uma experiência incrível.
    GORE 4EVER

  • Minari

    Minari

    É um filme bonito de ver: fotografia, realização, simbologia e diversidade. No entanto, achei-o pobre e senti-me muito pouco envolvida.

  • Eighth Grade

    Eighth Grade

    1) obrigada por demonstrar a importância de se ter uma família que apoia e protege na adolescência . Aquele pai é 5 Stars, com todas as inseguranças dele também.
    2) É um filme tão realista que dei por mim a ter que parar, porque não estava a conseguir lidar com aquele turmoil todo
    3) Obrigada por fazerem um filme sobre a adolescência COM ADOLESCENTES #morangoscomaçucar
    4) Adorei o final <3333

  • Cruella

    Cruella

    Adoro a OST, adoro a fotografia, adoro as Emmas.
    Já disse que adoro a OST?
    Uma narrativa um bocadinho normativa, mas falamos da Disney. Já sentia falta de ver um filme com rock :P
    Aquele desfile com a I wanna be your dog foi tudo. Artie, tens o meu coração, fofo.

  • Shame

    Shame

    Obrigada, amigos do podcast do Videoclube por esta bela recomendação. A actuação do Fassbender é incrível e é mega importante na entrega na história, mas McQueen é muito bom a colocar-nos no espaço psicológico da trama sem nenhum diálogo.
    Cenas favoritas: definitivamente quando a Sissy canta e definitivamente os últimos minutos. São os momentos em que tocamos finalmente no núcleo destas personagens. Os comportamentos que parecem exagerados são só um adereço, uma página superficial de uma um história bem profunda e triste.