Favorite films

Recent activity

All

Pinned reviews

More
  • Kill Me Please

    Kill Me Please

    O consumismo é algo humano e sempre será um desejo do ser humano esse consumo de tudo em quantidade máxima. Entenda isso, também, como as vontades de viver e de morrer. Uma obsessão humana em aproveitar cada segundo e na intensidade máxima, enquanto outros estão esperando sentados a sua hora chegar (e não veem a hora disso acontecer). Por mais que aparências mintam e um pano por cima cubra seu rosto, o que há por baixo (e dentro) é algo…

  • Garrincha: Joy of the People

    Garrincha: Joy of the People

    O que se espera de um documentário sobre um personagem, historicamente, são dois posicionamentos : Tratar o personagem em questão como um Deus ou Humanizá-lo. O que acontece em ‘Garrincha: A Alegria do povo’ é que ele faz os dois. 

    Na verdade, a mesma pessoa, mas em estados diferentes. Quando Garrincha está com sua família, em Pau Grande, no RJ, ele é mais um simples brasileiro : Dança com suas filhas, é cuidado com carinho e atenção pela mãe e…

Recent reviews

More
  • The Bride of Glomdal

    The Bride of Glomdal

    O filme mais fraco do Dreyer até agora por ele usar essa força mística (comum no cinema dele) muito mais para um lado emocional-familiar-previsível. Se em filmes como ‘A Palavra’ e “Mikael’ essa força nos vai levando até o final e o momento ápice, nesse filme ela apenas existe por existir dentro do universo. Não que seja um filme ruim, é um baita filme, muito melhor que metade da filmografia do Jodorowsky. Mas é o mais fraco dentro da sua (brilhante) filmografia.

  • Personal Shopper

    Personal Shopper

    Já gostava muito pela memória afetiva, mas não esperava que a revisitada fosse ainda melhor. Que maravilha de filme.

Popular reviews

More
  • Vertigo

    Vertigo

    ★★★★★

    Continua sendo o melhor filme já feito. 

    E “final tosquinho” é a casa do caralho, sr. 7 camadas.

  • Tenet

    Tenet

    Christopher Nolan, saudades de você fazer filme bom.

    Confesso que eu fui assistir ‘Tenet’ com uma certa expectativa de curiosidade. Isto, graças as minhas experiências com ‘Interestellar’ (2014) e ‘Dunkirk’ (2017). Em ambos os filmes, Nolan usa muita técnica isolada, apenas como exibicionismo. Com isto, eu fiquei curioso para saber se isso iria ocorrer pela 3ª vez seguida na encenação do diretor. 

    Minhas experiências com ‘Tenet’ e ‘Interestellar’, infelizmente, foram quase idênticas. Assim como neste, o mais novo lançamento do…