Blood of My Blood ★★★★★

Um filme simples, cru e angustiante sobre a natureza do amor incondicional. Doloroso de ver e de sentir.
O João Canijo captura de forma exímia a confusão, claustrofobia de alma e a co-convivência dos personagens do Bairro Padre Cruz através das diversas cenas duplas com diálogo cruzado, que constituem um verdadeiro dilema para o espectador quando tenta decidir em que narrativa se focar. A captura da essência e do cru das relações humanas teria sido também impossível sem o elenco de luxo do filme, que terá entregue toda a sua alma a dar vida aos seus personagens.
É igualmente importante destacar todo o trabalho de som e imagem, digno de uma ovação em pé! No departamento de som, desde a mistura e edição dos diversos diálogos simultâneos até à captura dos "ruídos de fundo" (fossem os vizinhos na casa ao lado, a novela da TVI na televisão ou as músicas do Tony Carreira), tudo foi muito bem conseguido, culminando na excelente criação da atmosfera envolvente dos personagens. Similarmente, em termos de imagem, os diversos planos e jogos de sombra e luz acrescentaram à narrativa destaque e lucidez, passando a quem vê o mood certo da cena.

Em poucas palavras, é um filme duro sobre pessoas e para pessoas.
É sem dúvida uma masterpiece, pelo que lhe dou 5 estrelas. No entanto, a minha própria natureza humana impede-me de lhe conceder um like e o considerar "favorito".