Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Baronesa

    Baronesa

    ★★★½

    NATURALISMO E FETICHISMO

    Apesar do seu aparente minimalismo, é inegável que Baronesa (2017) vem carregado com um arsenal de referências bastante pesado. Como vários longas brasileiros lançados nos últimos anos, o filme remete diretamente ao cinema do português Pedro Costa : um olhar revelador sobre uma comunidade marginalizada que tira a sua premissa narrativa do relato dos que vivem ali. Cineastas brasileiros como Adirley Queirós e Affonso Uchoa (um dos montadores de Baronesa) talvez sejam, atualmente, os autores do nosso…

  • Cuties

    Cuties

    ★½

    Existe um COMPLEXO DE JOSÉ PADILHA bem claro. O filme quer evidenciar essa sexualização das crianças, quer colocar isso em debate e até problematizar esses efeitos, mas acaba vibrando com essa própria sexualização de forma duvidosa.

    Eu entendo que essa ambiguidade possa fazer parte do olhar da cineasta sobre o tema: a sexualização não existe apenas como um apelo em si, mas revela uma busca de independências das garotas ao mesmo tempo que questiona um padrão de beleza.

    Porém, ao…

Popular reviews

More
  • Parasite

    Parasite

    ★★★★★

    Junto com A Visita (2015), Parasite é um dos filmes dessa década que melhor trabalha com uma variedade de gêneros cinematográficos. O filme começa como uma comédia de costumes que beira o absurdo (remete um pouco até ao cinema de Yorgos Lanthimos), mas acaba transitando entre vários tons (thriller, drama, terror) sem nunca perder a sua unidade dramática.

    Uma unidade dramática que tira forças justamente dessa variedade. Na medida em que novas histórias e personagens são incluídos (como a empregada…

  • Bacurau

    Bacurau

    ★★½

    “Bacurau” possui uma premissa tão direta ao ponto que nem dá pra dizer que existe um alegoria política. O que, em teoria, eu acho ótimo. Me parece que a ideia central é mesmo essa catarse gráfica que funciona da maneira mais direta possível como purgação de um momento político trágico.

    Sem dúvida a abordagem franca com a violência funciona muito bem. Os momentos das mortes são os mais bem decupados e os que melhor constroem uma tensão com a cena.…