In Fabric

In Fabric ★★★★★

Eu gosto quando um filme arrisca, principalmente em terror/horror. Já que é o segundo gênero mais petrificado do cinema, perdendo somente pra comédia romântica.

E esse já começa assim, inclusive me fazendo lembrar de videodrome. Que eu vi antes de ter um letterboxd, infelizmente. Quase chorei no começo e logo fiquei com a impressão de que meu entendimento do filme seria outro se eu fosse mulher.

Uma das fórmulas previsíveis em filmes de terror: fazer alguém ser muito escroto, geralmente escroto contra o protagonista, pra depois fazê-lo se fuder. Nesse filme, todo mundo fez isso, o ex marido, o homem do encontro, o filho, a namorada do filho, estranhos na rua... É muito raro que essa expectativa não se concretize.

Eu AMO a cena em que ela tá dormindo e o vestido tá pendurado olhando.

Filme maluco do caralho.

Amo a troca de núcleo. E acho corretíssimo que muita coisa se deixe inexplicável. Talvez um maior medo da humanidade seja o desconhecido, aquilo que a gente não entende ou não acredita que existe. Essa é a graça de não explicar didaticamente, num filme de terror, o que está acontecendo.

Gostei muito, apesar de achar cinema estruturalista uma merda e esse filme abusar desse tipo de cena. Tenho amigos de muito bom gosto que acharam isso aqui um lixo.

Mas tenho que ser verdadeiro comigo mesmo, sempre: adorei, veria de novo.

Varella liked this review